Categoria: Casamento

3 tabus brasileiros que não existem nos casamentos americanos

O mercado brasileiro de casamentos já importou muitas ideias gringas que viraram queridinhas, mas há alguns pontos difíceis culturalmente de serem superados.

Compartilhe: , , pinterest

Que os casamentos americanos são fontes de inspirações para nós, não é nenhuma novidade. O mercado brasileiro de casamentos já importou muitas ideias gringas que viraram queridinhas, como casamento de dia e ao ar livre, madrinhas com a mesma cor/modelo de vestido, estilo da fotografia livre entre outros. Mas há alguns pontos difíceis culturalmente de serem superados. Separamos 3 tabus brasileiros que não existem nos casamentos americanos.

First Look

Já contamos aqui no blog o que é o first look. E muitas noivinhas torcem o nariz quando imaginam  encontrar o noivo antes da cerimônia. Pela tradição, o noivo “espera” a noiva no altar. Para as noivinhas gringas, o first look é o primeiro momento “íntimo” do casal no grande dia, em podem se olhar, se admirar e se emocionar. Apenas os dois – e o fotógrafo, é claro! E se a gente te contar que muitas noivinhas levam seus noivos para ajudá-la na escolha do vestido de noiva? Sim, pode ficar de boca aberta. E sabe de uma coisa? Não atrapalha nada a magia do grande dia. Não é certo nem errado. É cultural. 

Madrinhas de Branco

Também já contamos aqui no blog (e quem nos acompanha no instagram já viu inúmeras referências por lá), que muitas noivas gringas escolhem o branco para as suas madrinhas. Isso então quer dizer que você pode ir de branco no casamento? Não! Cada noiva tem autonomia para decidir se sente confortável ou não que seus convidados usem “a mesma cor que ela”. O que sempre gostamos de destacar é que a noiva não se torna noiva por causa do vestido branco. Noiva é noiva e ponto. A prova disso são as noivas que escolhem vestidos coloridos e estampados e não perdem o “posto de noiva” por causa disso.


Pagar seu jantar

Nos casamentos brasileiros ainda é um grande tabu, ou muitos nem conhecem essa pratica americana. Mas no casamento gringo, o setor “presentes” funciona um pouco diferente do que acontece no Brasil. Na verdade, cada convidado não paga pelo jantar, mas existe a prática de, além do presente, você dar um valor em dinheiro equivalente ao que se gastaria, caso saísse para jantar. É um pouco complicado conciliar esse pensamento. Mas para os americanos, funciona muito bem. Todos levam um envelope na festa, com um cartão desejando felicidades ao noivos e uma quantida em dinheiro. O negocio é tão comum, que toda decoração ja tem um espaço reservado para os envelopes, um “money box”.