Categoria: Planejamento

Pedido de casamento supresa no deserto do Atacama

O Felipe planejou uma viagem de última hora para o Chile junto com amigos fotógrafos, e surpreendeu a namorada com um pedido de casamento aos pés de um vulcão.

Compartilhe: , , pinterest

Amamos compartilhar com vocês histórias de casais do mundo todo, seja de um elopement wedding na topo de uma montanha a uma cerimônia tradicional no interior do pais. São histórias de pessoas que se cruzam de uma forma única, de um jeito todo especial que é só delas, e que podem inspirar nossos leitores de alguma forma. E quando a história acontece pertinho da gente, nosso coração fica apertadinho de emoção, querendo compartilhar com os quatro cantos do mundo a felicidade do casal.

A história de hoje é do noivado surpresa da Camila e do Felipe, um casal de artistas que mora no nosso coração. O Felipe é um fotografo super talentoso, daqueles que a gente vive o momento através da sua sensibilidade com as lentes, e que acompanhamos o trabalho desde que conhecemos a Camila, sua noiva. E por sua vez, a noivinha Camila é daquelas pessoas que a gente aprende a amar e quer guardar em um potinho para o resto da vida. Ela é caligrafa, tem um dom descomunal e esta presente em casamentos do mundo todo através da criação de suas identidades visuais. Somos muito fãs do trabalho dela, e já tivemos o prazer de leva-lo para Nova York em um dos casamentos que organizamos por lá.

E o pedido de casamento de pessoas tão especiais e criativas, merece ser cena de filme – e foi! Recebemos um email dos fotográfos Fer & Bru com as fotos e quase caímos da cadeira ao ver o material. MEU PAI AMADO! Que cenário, que luz, que vibe, que casal! Não tinhamos como não compartilhar com nossos leitores esse pedido de casamento surpresa que aconteceu no deserto do Atacama, no Chile. Pedimos para o Felipe e a Camila nos contarem como foi aquele dia, no ponto de vista de cada um, e resolvemos transcreve-los na integra para vocês vivenciarem ainda mais essa historia de amor.

O que o Felipe sentiu:

 “Depois que chegamos no Chile eu não fazia ideia do dia, momento, lugar, o que falar e nem como ia ser o pedido, fui bem na louca mesmo, só sabia que ia pedir a Camila em casamento, sem planejar nada, deixei o tempo mostrar e os dias nos proporcionarem o momento certo. Todos os dias que saíamos eu levava o anel escondido em algum lugar pra caso rolasse alguma coisa. Várias vezes eu avisei o Fer e a Bru, “é agora!” fiquem ligados, mas sempre acontecia algo que impedia, desde tempestade de raios, tempestade de areia, lugares fechados e etc. Quando passamos pelo vulcão do pedido achei insano, mas estávamos no caminho de Piedras Rojas, que era a última chance de fazer o pedido naquele dia depois de varias tentativas frustradas. Chegando em Piedras Rojas descobrimos que o acesso tinha sido bloqueado por que alguém tinha entrado lá e pichado alguns lugares hahahaha ai pensei, pronto, ferrou hahahahaha mais um dia perdido. Mas logo fui trocar ideia com o Fer sobre onde a gente faria e lembramos do vulcão, então fingimos que estávamos indo pra casa e quando passamos na frente, o Fer falou que queria fazer uns cliques de mim e da Camila ali, na hora fiz umas manobras pra conseguir pegar a aliança sem a Camila ver e colocar no bolso. O Fer começou a fotografar a gente e eu nem sabia o que eu faria pra fazer o pedido (na verdade eu ainda não sei exatamente o que eu falei e fiz hahahahahahaha) enfim, o que eu me lembro é que eu falei pra Camila que tinha uma coisa pra falar pra ela, e daí sem eu falar nada sobre noivado ou qualquer coisa ela já começou a chorar horrores, daí tirei o anel e pronto, se a Camila chora eu choro, se a gente chora os amigos que estavam juntos choram, e o vulcão chora também, felizes para sempre”.

O que a Camila sentiu:

“A minha vida toda sonhei em conhecer o mundo, e eu sempre achei que minha primeira viagem pra fora iria ser toda planejadinha, pensada e esquematizada hahahaha, bom, não foi nada disso! Um dia o Fe veio conversar comigo contando que o Fer e a Bru tinham chamado a gente pra ir pro Chile com eles. Na hora eu falei que era impossível considerando que a viagem seria dali um mês e eu estava na maior correria da vida! Mas temos um Deus lindo que foi fazendo tudo dar certo e decidimos comprar as passagens. Três semanas depois, estávamos nós 4 lá no Atacama! Cada lugar que a gente conhecia era surreal, uma vista mais bonita que a outra. Até que no quarto dia visitamos as Lagunas Altiplanicas, uma região rodeada de vulcões, foi o lugar mais bonito que vi na vida. Depois de passear o dia todo, no caminho de volta o Fer pediu pra gente parar no pé de um dos vulcões, disse que queria fazer umas fotos nossas. Como explicar o que aconteceu depois? Me lembro deles pedindo pra que eu e o Fe fechassemos os olhos, e quando eu abri, o Fe começou a falar sobre nós e como ele queria viver o resto da vida juntos, e me pediu em casamento. Foi a coisa mais intensa e bonita que ja senti na vida! O vento gelado batendo, o abraço dele, o vulcão atrás da gente, o Fer e a Bru chorando enquanto tiravamos as fotos… Sou MUITO grata por esse momento que nunca vamos esquecer! Sou grata pelo Fer e pela Bru, nossos amigos do coração que estavam compartilhando todos esses momentos com a gente, sem eles a viagem não seria a mesma! Sou grata pelo Fe e pelo amor dele. Grata ao nosso Deus que planejou tudo isso!”.

 

Fer, Bruna, obrigada por nos permitir viver através das fotos esse momento mágico da vida da Camila e do Felipe. Casal, só desejamos o mundo de felicidades a vocês. Que Deus derrame chuva de bençãos nessa nova etapa de vida.

Com vocês, o pedido de casamento surpresa mais extraordinário dos últimos tempos! =)

Deixe um recado

* requerido